09.11.2015 - A QEnergia é agora Infocontrol, S.A.  -  Saiba mais
A carregar...

O que é o tempo de avanço à ignição. A importância dos 129 µs

Segundo a NP4426 e a NFC 17-102, o valor de tempo de avanço à ignição (ΔT) representa o tempo ganho na resposta do pára-raios em comparação com um sistema convencional passivo (Ponta de Franklin).


Esse tempo de avanço à ignição influencia directamente o cálculo do raio de protecção. Segundo a NP 4426, o modelo matemático para o cálculo do raio de protecção é dado por:


Equação1


Com:


Equação2


Como se observa, o ΔT é o parâmetro mais importante no cálculo do raio de protecção, sendo directamente proporcional a este.


O princípio de funcionamento dos pára-raios ionizantes baseia-se no conceito de tempo de avanço à ignição, ou seja, na capacidade que o pára-raios tem de antecipar a emissão do traçador ascendente. Este parâmetro implica directamente não só o raio de protecção, mas também a eficiência do sistema mesmo em raios inferiores. Pela sua importância é obrigatório que o tempo de avanço à ignição seja certificado em laboratório independente segundo o anexo E das normas referidas anteriormente.


Facilmente se conclui desta forma que devemos optar sempre por pára-raios com o maior tempo de avanço à ignição, pois este parâmetro influencia directamente a eficiência do sistema. Este facto transpõe-se para o mercado na medida em que a maioria das marcas actualmente a operar tem vários modelos de pára-raios (com diferentes tempos de ΔT), sendo que o custo de mercado é crescente consoante o modelo apresenta ΔT superior. Isto deve-se ao facto de ser do conhecimento técnico-científico que um ΔT superior representa um claro aumento de performance.


As normas referidas anteriormente têm na sua génese um modelo matemático que incentiva os produtores a desenvolverem tecnologias que permitam obter ΔT superiores, pois isto representa um aumento de eficácia. Os modelos matemáticos são baseados no modelo electrogeométrico, que traduz uma aproximação do fenómeno natural que acontece numa descarga atmosférica. Estes modelos simplificam as inúmeras variáveis naturais que lhe estão associadas. É por este facto que os sistemas de protecção nunca podem garantir 100% de eficácia. Por este facto, e por medida de segurança posterior à elaboração da norma NFC 17-102, foi adicionada uma adenda que limita a utilização dos ΔT a 60µs para efeitos de cálculo no modelo matemático utilizado.
Ou seja a norma NFC 17-102 valoriza a utilização de ΔT superiores, mas limita a sua utilização para efeitos de cálculo do raio de protecção. Isto é feito porque desta forma o acréscimo de ΔT (acima dos 60 µs) irá representar um directo incremento de segurança.


A norma NP4426 não coloca actualmente qualquer limitação ao valor de ΔT, existindo apenas uma profunda discussão no âmbito do comité da norma para a inclusão futura destas medidas de segurança.


A QEnergia decidiu desde 2003 adoptar a recomendação da NFC 17-102 (mais restritiva), que limita a utilização do ΔT a 60 µs, para efeitos do cálculo do raio de protecção! Toda os materiais e respectiva literatura estão desde esta data adaptados a esta limitação.


Assim se pode concluir que a QEnergia antecipou há 6 anos uma medida de favorecimento de segurança, que apenas recentemente tem sido discutida no âmbito da norma Portuguesa.


O pára-raios Ioniflash é um captor inovador que está certificado em laboratório com um ΔT de 129 µs, o que representa o maior índice de eficácia actualmente presente no mercado. No entanto, para efeitos de cálculo, adoptamos a limitação imposta pela NFC 17-102, o que transforma o Ioniflash no modelo de pára-raios com maior índice de segurança existente.


O Ioniflash é um pára-raios certificado segundo a última versão da norma NFC 17-102 e de acordo com a NP 4426, inclusive as mais recentes restrições à utilização de tempos de avanço à ignição para efeitos do modelo de cálculo.


A QEnergia disponibiliza aos seus clientes todas as informações e documentos de certificação dos seus materiais. Caso queira obter mais esclarecimentos ou informações mais detalhadas sobre o Ioniflash, a sua certificação e as suas características inovadoras, não hesite em contactar-nos.


Registo-de-ensaios-comparativo-entre-Ioniflash-e-a-ponta-Franklin-(100-ensaios)

Tempo de resposta do Ioniflash vs Ponta de Franklin (em µs - 100 ensaios)

 
Sistema de imunização de perturbações electromagnéticas
Novo cabo ISO DC
Contagem de energia wireless
Estamos Encerrados no Feriado Municipal de Sintra - 29 de junho
Legislação sobre pára-raios
Obtenha uma compreensão mais profunda da qualidade de energia
Novos sistemas de mastros para o pára-raios Ioniflash
Soluções ERICO para o sector da energia eólica
Qualidade do ar
Materiais Caddy
Equipamentos de medida Amprobe
Novo sistema SPDA na Fundação Calouste Gulbenkian
Pontas de Franklin
O que é o tempo de avanço à ignição. A importância dos 129 µs
SPDA – Gaiola de Faraday e Pára-raios Ionizantes
Alterações à NP4426
Femto DC
Pára-Raios Radioactivo: Protecção ou Perigo?
Índice Ceráunico
Eléctrodo de Grafite – Revolução dos Sistemas de Terras
Sistemas de sinalização luminosa de obstáculos
Detectores de Presença e Movimento B.E.G.
QEnergia em parceria com a Citel
Novos detectores de presença com tecnologia diferenciadora
Sinalização luminosa de obstáculos
Segurança e Fiabilidade com os contactores para manobra de condensadores Benedict
Descarregador de sobretensão ultra-compacto
Sensor PD4-M-DAA4G DALI: O seu novo aliado na poupança de energia
Exa Net D6 – O analisador para controlo de aplicações em Eficiência Energética
ADP Fertizantes instala SPDA da QEnergia
Detectores BEG com novas funcionalidades
Detetor de presença PD4 duas fases: Controlo dos circuitos de iluminação de emergência
Lançamento da nova série Fluke 430
Novas câmaras termográficas Fluke
Descarregador de Sobretensão DS240S
Detetor de movimento com sensor acústico integrado
QEnergia lança novo sistema de correção fator potência com filtros de harmónicas
QEnergia participa nas XX Jornadas da Luminotecnia
Pretende reduzir o valor da sua fatura de eletricidade? Temos a solução
Aumentar a viabilidade do seu parque solar
A importância de ser visto - Sistemas de obstrução e balizagem
MasingFilt - Gama QEnergia para compensação de energia reativa com filtro para harmónicas
Nova série de UPS
Promoção da Eficiência Energética: Novas Diretivas Europeias
Novos lançamentos Fluke e QEnergia
Eliminar o consumo da energia reactiva: performance x custo
Novidades da Amprobe: Uma gama de equipamentos de boa qualidade a preços baixos
Publicadas portarias que regulam a aplicação do novo SCE
Poupe Energia em 3 passos com o novo Fluke 1730
Novos descarregadores de sobretensão
Novos lançamentos da gama Amprobe 2014
GRANDE Campanha para Equipamentos de Medida - ULTIMA OPORTUNIDADE
PQube Analisador de Energia & Qualidade
Não comprometa a sua segurança! Soluções de iluminação de obstrução para atmosferas ATEX
EXA Net - Novos analisadores de rede TCP/IP da Electrex
Detetores de movimento de alta frequência
PQube 3 - Novo analisador de energia em 2015
E se quiser poupar energia e eliminar a reativa?
A sua Indústria está protegida?
Grupo Infocontrol presente no CNAF 2015
Kits de monitorização Yocto Net Web e Yocto Net Web Open
QEnergia é agora Infocontrol, S.A.
Seminário Soluções de Proteção para a Reabilitação Urbana
Amprobe - Promoções da Primavera de 2015
Receba notícias nossas:

A carregar...