09.11.2015 - A QEnergia é agora Infocontrol, S.A.  -  Saiba mais
A carregar...

Porquê eléctrodos de 250 microns?

Porquê eléctrodos de 250 microns?

O eléctrodo de terra vertical, também conhecido por "piquet", é parte integrante de uma rede de terras, sendo a sua aplicação e composição de elevada influência no valor da resistência de terra obtido numa instalação, ao longo da sua vida.


Desde que começou a comercializar sistemas de protecção e sistemas de terras, a QEnergia aconselha a utilização de eléctrodos em aço cobreado com 250 microns, em sequência das referências normativas nacionais (NP4426) e internacionais (IEC 62305-4).


Os eléctrodos comercializados pela QEnergia são compostos por uma camada de 250 microns de cobre uniforme e não médio como os demais. Para além disso, o banho do nosso eléctrodo é helicoidal e efectuado na horizontal, proporcionando e garantindo homogeneidade em todo o eléctrodo. Este factor é fundamental para a sua resistência à corrosão galvânica e consequente durabilidade, pois todos os pontos são protegidos da mesma forma.


Como forma de garantir os 250 microns os nossos eléctrodos são testados em laboratórios independentes e são marcados pelos mesmos com o símbolo KEMA, como selo de garantia.


A importância de um bom eléctrodo reside em dois aspectos: a sua durabilidade e a capacidade de suportar elevadas correntes de falha. Com estas duas mais-valias será mais fácil obter uma baixa impedância na sua rede de terras.


Experiência Erico em tempo real

A Erico colocou um eléctrodo em aço cobreado de 250 microns (5/8"x8') e um eléctrodo em aço galvanizado (1/4"x10'), num solo com a mesma resistividade. Após 10 anos foi recolher os eléctrodos, sendo que o resultado é o que se pode ver nas imagens no final desta página. A corrosão galvânica praticamente eliminou a continuidade do eléctrodo em aço galvanizado, enquanto que o eléctrodo em aço cobreado com 250 microns permanece intacto ao fim de 10 anos.


A QEnergia recomenda a utilização de eléctrodos em aço galvanizado ou cobreado com camadas inferiores a 250 microns em instalações provisórias, tais como estaleiros. Nas instalações finais recomenda-se a utilização de eléctrodos que garantam durabilidade superior a 40 anos, pois é o tempo de vida previsto para uma rede de terras, e nesse sentido só eléctrodos em aço cobreado com camadas superiores a 250 microns ou eléctrodos de grafite é que nos podem permitir esse benefício.


Eléctrodoaçogalvanizado Eléctrodoaçocobreado
Eléctrodo em aço galvanizado ao fim de 10 anos no solo Eléctrodo em aço cobreado de 250 microns ao fim de 10 anos no solo